Estágios de Carnaval envolvem cerca de 450 jovens atletas

Março 13, 2019

 

Aproveitando o período de férias escolares, perto de 450 atletas dos escalões Sub-14 e Sub-16 estiveram presentes nos vários estágios de carnaval #LobinhosaLobos, decorridos de Norte a Sul do País, no início do mês de março.

Os estágios de rugby juvenil têm como objetivo o aprofundamento do conhecimento tático do jogo principalmente através de formas jogadas. O jogo apresenta-se como centro do processo de ensino, através do qual os atletas aprofundam o conhecimento tático do jogo, aplicam os conceitos técnicos e táticos necessários e reforçam valores essenciais para jogar bom rugby, tais como: Disciplina, respeito, trabalho em equipa e resiliência.

No Norte do país foram realizadas atividades em dois Locais: 30 atletas de sub-14 em representação de sete clubes da Associação de Rugby do Norte - CDUP, CRAV, GRUFC, Braga Rugby, ER Porto, Sport Rugby e ER Cercar-Te - estiveram em Braga, no Campo da Caseta, e cerca de 40 jovens do escalão Sub-16 realizaram treinos no Espaço Agros, em Vila do Conde.   

Na Região Centro os estágios Sub-14 realizaram-se em Tondela no Campo de Rugby de Molelinhos, e o Estádio Municipal de Taveiro recebeu o escalão Sub-16, num total de 60 jogadores em representação dos vários clubes do Comité Regional de Rugby do Centro. 

Mais a Sul, os estágios realizados em Lisboa dividiram-se entre o Complexo de Rugby da Alta de Lisboa e o Campo de Jogos de São João de Brito, onde foram envolvidos 320 jogadores e vários formandos do projeto #EuApito - que visa a promoção, o desenvolvimento e a formação da arbitragem no rugby juvenil – que integraram as atividades. Os trabalhos incidiram principalmente sobre a placagem, pós-placagem e rucke ainda sobre o fora de jogo no jogo ao pé. 

Os nove formandos, em representação de seis clubes da região de Lisboa/ Sul, foram orientados pelo Diretor técnico de Arbitragem da FPR nas sessões teóricas e práticas, terminando com uma breve auto-avaliação a cada árbitro formando. 

A cooperação com os clubes na organização local deste tipo de convívios é fundamental na medida em que possibilita a identificação de jogadores que se destacam pelo compromisso, atitude, educação e capacidades técnicas, táticas, físicas e mentais, para que num contexto/ambiente  diferente (outros treinadores, outros colegas jogadores, outros campo de rugby) possam ser observados por um conjunto e treinadores que os vão ensinando e ao mesmo tempo vão reconhecendo, principalmente a partir dos Sub 15/16, quais os jogadores que  reúnem, no respetivo escalão, condições para iniciar um processo de preparação para o alto rendimento.




 

 

Legenda da foto (da esquerda para a direita):

Domingos Portela de Melo (GD Alcochetense), Afonso Alvarez (GD Alcochetense), Ana Simões (GD Alcochetense), Diogo Inácio (RC Elvas), Martim Freitas (CR São Miguel), Marco Minelli (CR Técnico), Pedro Belmar Costa (CR São Miguel), Gonçalo Couto (CR Évora), João Simões (GDS Cascais), Ferdinando de Sousa (DTA da FPR).

share on entry