Inclusão do Tag Rugby nos programas de Educação física

Janeiro 10, 2018

No âmbito da auscultação pública para a renovação das aprendizagens essenciais na disciplina de Educação Física até ao 12º ano, a Secretaria de Estado da Educação e a Direção-Geral de Educação receberam, entre outras modalidades, a recomendação da inclusão do Tag Rugby como matéria alternativa nos Programas de Educação Física.

A equipa das Aprendizagens Essenciais em Educação Física, constituída por elementos do Conselho Nacional de Associações de Professores e Profissionais de Educação Física e da Sociedade Portuguesa de Educação Física, realçou no seu parecer a relevância e validade pedagógica do Tag Rugby no universo das atividades físicas desportivas.

A comissão apontou o cada vez maior número de alunos e professores do Desporto Escolar dedicados a esta modalidade, devido ao apoio que dado em formação, material e alguns documentos de apoio para a sua aplicação no Desporto Escolar, como um dos fatores de escolha do Tag Rugby, tendo referido ainda o crescimento significativo da presença da modalidade nas escolas desde 2008/2009, altura em que foi efetuada a parceria entre Direção Geral de Educação, Coordenação do Desporto Escolar e Federação Portuguesa de Rugby.

Rui Carvoeira, Selecionador Nacional dos escalões jovens da FPR, realçou “o facto de a equipa das Aprendizagens Essenciais em Educação Física, nomeada pelo Governo, ter concluído que o Tag Rugby deve figurar como atividade nuclear nos próximos Programas Nacionais é uma notícia muito relevante e um fator de orgulho e reconhecimento pelo trabalho da FPR nesta matéria, e por todos aqueles que no âmbito da sua atividade diária foram seguindo um caminho com vista à real inserção do rugby na escola portuguesa”. O presidente da Federação Portuguesa de Rugby, Luís Cassiano Neves, admitiu ser uma das notícias mais importantes para o rugby português: “Não sei se alguma notícia nestes últimos dois anos teve mais peso estratégico para a nossa federação. Primeiro em face do desinteresse e ignorância generalizados de todos os que pensam que a modalidade se faz apenas de resultados na competição - fundamentais, notem -, esquecendo que os alicerces do nosso crescimento passam pela ligação à escola”. “O próximo grande desafio será a integração dos clubes, de forma mensurável, no nosso programa. Que deixe de ser o programa FPR para passar a ser um programa de todo o rugby, também protagonizado, de forma balizada, pelos nossos clubes” concluiu o Presidente da FPR.  

 

Consulte o processo da proposta de inclusão nos programas de educação física AQUI

share on entry