Portugal vence a República Checa com ponto de bónus

Novembro 19, 2017

Portugal estreou-se no Europe Rugby Trophy 2017-18 com uma vitória inequívoca frente à República Checa, resultado que garante igualmente à Selecção Nacional o apuramento para o Qualification Round 4 do Campeonato Mundo de 2019. No Estádio de Honra do Centro Desportivo Nacional do Jamor, em Oeiras, seis ensaios portugueses - Tomás Appleton (2), José Lima, Bruno Medeiros, António Monteiro e João Vasco Corte Real – asseguram um triunfo com ponto de bónus ofensivo: 45-12.


Perante uma equipa muito forte fisicamente e que tinha demonstrado qualidade na estreia na competição – vitória contra a Polónia -, Portugal teve uma abordagem cautelosa ao jogo. Com dificuldades no contacto, a equipa portuguesa conseguia fazer a diferença no jogo ao mão e ao intervalo vencia de forma justa por 24-5, com ensaios de Tomás Appleton, José Lima e Bruno Medeiros. Na estreia pela selecção nacional, o abertura José Rodrigues mostrava qualidade no jogo ao pé, com 100% de aproveitamento: Três conversões e uma penalidade.

Os últimos 40 minutos começaram novamente com alguma prudência do lado nacional, mas aos 64’, após um grande slalom Nuno Sousa Guedes ofereceu o segundo ensaio do jogo a Tomás Appleton. No entanto, quase de imediato uma infelicidade portuguesa esteve na origem do segundo ensaio checo, marcado por Anthony Kent, pilar do CF Belenenses.

A necessitar de mais um ensaio para assegurar o ponto de bónus ofensivo, Portugal voltou a acelerar o jogo e, com naturalidade, conseguiu mais dois toques de meta, marcados por dois jovens atletas que se estreavam pelos Lobos: António Monteiro e João Corte-Real.

Com a vitória, por 45-12, Portugal garante cinco pontos no Rugby Europe Trophy 2017-18 e continua na luta pelo apuramento para o Campeonato do Mundo de 2019: a Selecção Nacional vai agora defrontar em Abril um play-off no terreno do segundo melhor classificado do Rugby Europe Championship – a Geórgia, já apurada, não conta para essa classificação.

No final da partida, o Seleccionador Nacional Martim Aguiar realçou que o “objectivo estava cumprido”. “Este era um jogo especial onde era importante alcançar a vitória. Só depois nos preocupamos em dilatar o resultado. A República Checa tem um excelente treinador [o sul-africano Phil Pretorius] e de certeza que se vai manter neste grupo”, referiu o técnico português.


XV de Portugal: 1 – Gustavo Duarte, 2 – Nuno Mascarenhas, 3 – Bruno Medeiros (5), 4 – Geordie McSullea, 6 – João Lino (capitão), 5-Gonçalo Uva; 7 – Sebastião Villax, 8 – Vasco Fragoso Mendes, 9 – Manuel Queirós, 10 – José Rodrigues (3+2+2+2+2+2+2), 11 – António Monteiro (5), 12 – Vasco Ribeiro, 13 – José Lima (5), 14 – Tomás Appleton (5+5), 15 – Manuel Cardoso Pinto.

Suplentes: 16 - Gonçalo Domingues, 17 – Duarte Foro, 18 – Fernando Almeida, 19 - Francisco Sousa, 20 – João Belo, 21 – António Vidinha, 22 – Nuno Sousa Guedes, 23 – João Corte-Real (5).

 

Calendário:

Rep. Checa-Polónia: 19-14

Moldávia-Holanda: 7-59

PORTUGAL-Rep. Checa: 45-12

Suíça-Holanda: 27-30Polónia-Moldávia: 13-0

Moldávia-Suíça: 25/11/2017

PORTUGAL-Holanda: 10/02/2018

PORTUGAL-Suíça: 24/02/2018

Holanda-Polónia: 03/03/2018

Moldávia-PORTUGAL: 10/03/2018

Rep. Checa-Suíça: 10/03/2018

Holanda-Rep. Checa: 17/03/2018

Suíça-Polónia: 17/03/2018

Polónia-PORTUGAL: 24/03/2018

Rep. Checa-Moldávia: 21/04/2018


Classificação:

1.º - Holanda, 9 pontos (2 jogos)

2.º - Portugal, 5 pontos (1 jogo)

3.º - Polónia, 5 pontos (2 jogos)

4.º - Rep. Checa, 4 pontos (2 jogos)

5.º - Suíça, 1 ponto (1 jogo)

6.º - Moldávia, 0 pontos (2 jogos)

share on entry